O que é Ser contemporâneo?

Pitágoras (496 a.C a 570 a.C) foi filósofo, matemático e astrônomo grego. De acordo com a história, ele foi fundador da primeira universidade do mundo, em Crótona, Itália, por volta de 530 a.C. Para ele, o universo é um todo organizado e numericamente compreendido. Os números, para o pensador, estão na origem de tudo, desde a configuração espacial das coisas até a sua composição. Certo dia, caminhando na praia em busca da solução de alguns problemas, Pitágoras se deparou com uma concha. Analisou-a e concluiu que até mesmo a forma da concha seguia uma determinada progressão para seu o desenvolvimento. Após uma infinidade de cálculos, obteve a razão do crescimento da concha, explicando-a por meio da proporção áurea, uma constante real algébrica irracional simbolizada pela letra grega “phi” = 1,618. A proporção áurea está presente em muitas ações da natureza, na arte, no design e até no corpo humano e representa a beleza e a harmonia.

Pitágoras não se acomodou diante dos desafios: cunhou uma série de teorias, termos, gerou conhecimento, foi protagonista e marcou época. Mas e nós, como podemos ser contemporâneos? O Ser contemporâneo é aquele que não aceita as coisas como elas são e busca soluções efetivas para um mundo melhor, motivado pelo progresso da ciência e da razão.

Uma das formas de se tornar um Ser contemporâneo é por meio do aprendizado constante. A concha desenvolve seu crescimento na forma de espiral. Utilizando a proporção áurea, seu crescimento pode ser numericamente infinito. Da mesma forma, nós, humanos, podemos traçar nossa progressão de aprendizado, o qual também é infinito. Ao contrário das máquinas, o nosso “HD” nunca ficará cheio. Certamente, o autoconhecimento nos ajuda no desenvolvimento de nossas habilidades e competências, mas é a atitude que revelará nosso papel no mundo contemporâneo.

Rubia Fabiana Pörsch
Diretora de Educação do Biopark

Galeria

Posts Relacionados
image
Envie-nos uma mensagem
Faça Parte ou entre em contato