Impressão 3D com foco na saúde é a área de atuação de nova residente no Biopark

A inovação e a tecnologia têm contribuído para avanços significativos na área da saúde. Exemplo disso é a fabricação de biomodelos em 3D, peças que reproduzem partes do corpo humano e podem auxiliar em cirurgias complexas. A produção desse tipo de material é a área de atuação da nova empresa residente no Biopark, a Segmenta Biomodelos.

Com a utilização da manufatura aditiva (impressão 3D) é possível reproduzir peças para facilitar o planejamento de uma cirurgia, melhorando a qualidade dos serviços médicos e diminuindo riscos. “Os biomodelos são representações geométricas, podem ser ossos, órgãos e outras estruturas do corpo do paciente. Com eles é possível planejar uma cirurgia de casos complexos, trazendo mais segurança e também redução do tempo do procedimento. Além disso, os biomodelos podem auxiliar o treinamento de cirurgiões e evitar o desperdício de material implantável, que não é algo barato”, explica Eduardo Garcia, engenheiro de controle e automação e fundador da empresa.

A criação dessas peças é realizada por meio da análise de exames de imagem, como ressonância magnética ou tomografia. “Da tomografia, por exemplo, é extraída uma imagem da região de interesse e suas estruturas. Depois disso tem todo o trabalho de modelagem para converter isso em um modelo sólido. A transição do modelo virtual para o real é feita através da impressão 3D”, comenta.

Eduardo fez sua pesquisa de mestrado desenvolvendo implantes de coluna personalizados impressos em 3D dentro do Laboratório de Manufatura Aditiva, resultado de uma parceria entre Biopark e UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná). “Já conheço o Biopark e o que me chama a atenção para instalar a empresa é a visibilidade proporcionada pelo empreendimento, além do suporte com todas as mentorias”, ressalta.

Apesar de ser uma empresa jovem, o trabalho desenvolvido por Eduardo já contribui em cirurgias. “Hoje o foco é auxiliar no planejamento cirúrgico e depois vamos partir para outras áreas. Com esse tipo de impressão, cirurgias complexas chegam a demorar menos que a metade do tempo. Tenho atuado com especialistas em Marechal Cândido Rondon e Toledo, mas quero expandir para toda a Região Oeste”, finaliza Eduardo.

Galeria

Posts Relacionados
image
Envie-nos uma mensagem
Faça Parte ou entre em contato