FA e Biopark promovem workshop envolvendo empresas de Bio e Healthtech

Fonte: Assessoria Fundação Araucária 


Com o objetivo de criar uma agenda estadual, foco no Oeste do Paraná, para a promoção de empreendimentos inovadores e de alto impacto nas áreas de Bio e Healthtech, a Fundação Araucária e o Biopark realizaram no dia 22 de novembro um workshop para cocriar uma estratégia de fomento e infraestrutura para o estado. Participaram do evento empresas que trabalham nessas áreas.

“O objetivo é mobilizar e integrar os ativos de Ciência, Tecnologia e Inovação para atender às demandas de desenvolvimento do Paraná. Criando de riqueza e bem-estar por meio da inovação. Essa é um dos papéis mais relevantes da Araucária dentro do Paraná Inovador”, ressaltou o presidente da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig.

O workshop foi realizado no Campus da Indústria – FIEP. A programação do evento englobou apresentações do Biopark e o do Novo Arranjo de Pesquisa e Inovação (NAPI) da Fundação Araucária que resultará em uma chamada pública, esta última foi realizada pelo diretor científico, tecnológico e de inovação da Fundação Araucária, Luiz Márcio Spinosa. O diretor de administração e finanças, Gerson Koch,  também esteve presente no evento.

No início do ano, a Fundação Araucária assinou um acordo técnico-científico com o Biopark, que prevê a abertura de editais para a instalação de projetos no espaço. O novo complexo, que começa a ser construído em 2020 e a atender em 2023, consolida o município como um grande polo da saúde e da inovação.

O Biopark de Toledo é o primeiro Parque Tecnológico privado do Brasil para o desenvolvimento científico e tecnológico das biociências no modelo on demand side – desenvolvendo projetos de acordo com a demanda da sociedade.Construído com apoio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), o Biopark fica em uma área de cinco milhões de metros quadrados e conta, em um mesmo espaço, com cinco instituições de ensino superior.

“O Biopark é um ecossistema de inovação para a vida, que tem como objetivos gerar 30 mil empregos de valor agregado, focados em conhecimento, criar um ambiente acolhedor para viver, que proporcione alta qualidade para trabalhar, estudar, morar e se divertir, desenvolver e produzir produtos de alta qualidade e baixo custo, focando sempre na demanda e transformar a região em um polo de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, atraindo mais de 1000 CNPJ´s”, destacou o diretor de negócios do Biopark, Paulo Victor Almeida.

Galeria

Posts Relacionados
image
Envie-nos uma mensagem
Faça Parte ou entre em contato