Biopark inaugura laboratório e celebra parceria internacional

O Biopark – Parque Científico e Tecnológico de Biociências, inaugurou nesta quarta-feira, dia 30 de outubro, um Laboratório de Biomateriais e Bioengenharia (LBB). A iniciativa conta com a parceria da Universidade Laval, de Quebec (Canadá), do Hospital Erasto Gaertner, através de seu Instituto de Bioengenharia (IBEG), da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Para Luiz Donaduzzi, Presidente do Biopark, o funcionamento do Laboratório de uma instituição internacional dentro do Empreendimento é algo inédito. “Hoje é um dia muito especial para a minha família, porque sempre sonhamos em um dia fazer algo de excelência, sobretudo na área de ensino. Ainda não compreendemos a dimensão do que inauguramos hoje. É um laboratório de uma Instituição canadense funcionando dentro do Biopark, sendo um espelho do LBB do Canadá. E isso foi estruturado através de uma rede de contatos, como UFPR, UTFR e Erasto Gaertner, que tem a necessidade e demanda de biomateriais” diz Donaduzzi. 

O Laboratório representa o compromisso das cinco instituições com a elaboração de ações acadêmicas, científicas e de projetos de pesquisa em conjunto nas áreas de Ciência e Engenharia, particularmente em relação a biomateriais para dispositivos médicos, medicina regenerativa e outras áreas afins à bioengenharia. “Vamos trabalhar com força e visão para o futuro da saúde dos paranaenses, brasileiros e de todo o mundo. Gostaríamos de futuramente desenvolver biomateriais capazes de substituir vasos, pele e órgãos”, ressalta Diego Mantovani, Coordenador do Laboratório de Biomateriais e Bioengenharia da Universidade Laval e que também coordenará o LBB Biopark. 

O evento reuniu representantes do governo canadense, como Marie-Josée Audet, do Ministério das Relações Internacionais do Quebec, Marie-Hélène Béland, Vice-Cônsul & Gerente Comercial, Ciência, Tecnologia e Inovações, do Consulado Geral do Canadá, e Rénald Bergeron, Vice-Reitor da Universidade Laval. Para Marie-Josée Audet, essa parceria poderá abrir novas possibilidades entre os governos. “O Quebec se orgulha de ter o Brasil como um dos parceiros mais importantes da América Latina. Temos convicção de que as parcerias internacionais são uma fonte de enriquecimento para as nossas respectivas sociedades. É um orgulho o trabalho das nossas Instituições de ensino superior, que contribuem significativamente para o desenvolvimento de pesquisa e inovação”, fala. 

O Superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado do Paraná, Aldo Bona, que representou o Governador do Estado, ressaltou a importância do Biopark para a sociedade.  “O que está acontecendo aqui coincide com o que internacionalmente se considera fundamental para se produzir inovação, que é articulação do setor privado, com a academia e com o apoio dos governos. O Governador tem dito que o propósito do nosso governo é fazer do Paraná o estado mais moderno e inovador do país, e quem fará isso não é o governo isoladamente, mas sim a sociedade e as pessoas, aqui representadas pela postura inovadora e empreendedora de Luiz Donaduzzi e sua família”. 

Parceria internacional
Ainda com a Universidade Laval, o Biopark também avança na constituição de um Laboratório Internacional Associado (LIA). O LIA terá como objetivo principal a realização de pesquisas para a prevenção de doenças sociais crônicas, como câncer, obesidade e diabetes. Esse projeto, que está em fase de desenvolvimento, conta também com a cooperação da UFPR e da UTFPR. As parcerias internacionais estão ligadas aos propósitos do Biopark que, desde sua concepção, buscou a sinergia entre instituições de ensino, laboratórios de pesquisa e negócios. 

Galeria

Posts Relacionados
image
Envie-nos uma mensagem
Faça Parte ou entre em contato