Acadêmicos do Biopark realizam projetos integradores com empresas de Toledo

O primeiro semestre de 2020 foi diferente para os acadêmicos dos cursos de graduação do Biopark, em parceria com o Centro Universitário Uniamérica. A nova rotina, estabelecida pela pandemia do coronavírus, não impediu que as turmas de Administração e Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) realizassem projetos integradores que beneficiaram empresas de Toledo.

Os acadêmicos tiveram a oportunidade de trabalhar com clientes de diversos segmentos e tamanhos – desde pequenos negócios de serviços e varejo, até grandes empresas como a indústria Prati-Donaduzzi, Grupo Pereira, Supermercado Cidade Canção e Grupo Sempre Vida. O Biopark também foi tema de um dos trabalhos com foco no projeto de Queijos Finos. Foram atividades voltadas às rotinas das empresas em áreas como RH, manufatura, comercial, logística, estoque, automação, atendimento ao cliente, entre outras.

Segundo o coordenador do curso de Administração, Antônio Carlos Chidichima, os trabalhos realizados tiveram o propósito de contribuir com a gestão das empresas. “Neste primeiro semestre do curso, os acadêmicos trabalharam em projetos que envolveram os temas gestão, inovação, planejamento de processos, planejamento estratégico e gestão de pessoas. Esses conhecimentos foram aplicados nas atividades integradoras”, conta.

O acadêmico de Administração Edén Nofre Clariano, colaborador do Supermercado Cidade, conta que a metodologia adotada no curso contribui para a compreensão do que é vivenciado no dia a dia. “O projeto que apresentamos foi implantado na empresa em que trabalho e teve um resultado muito positivo, o que motivou a diretoria a realizar um investimento de R$ 200 mil em equipamentos na unidade de Toledo e a implantação do projeto também em novas lojas”.

No curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, os alunos atuaram com foco na identificação e solução de problemas das empresas. “Os alunos tiveram o desafio de identificar as necessidades, produzir a solução e aplicá-la. Foram trabalhos com programas mobile e web que apresentaram ótimos resultados”, avalia o coordenador do curso, Jamerson Fernando Maia.

O acadêmico de ADS, Sulivan Boufleur, ressalta o processo de desenvolvimento dos projetos. “No decorrer das aulas compreendemos que nosso projeto era rico em detalhes e que precisava ser fragmentado e ter um escopo bem definido antes de colocarmos a ‘mão na massa’. Isso acabou nos instigando a buscar os conhecimentos que ainda não tínhamos sobre metodologias e também sobre a tecnologia envolvida”.

A Diretora de Educação do Biopark, Rubia Porsch, enfatiza a dedicação dos alunos. “Os resultados nos deixam bastante orgulhosos porque, considerando que são cursos complexos, os alunos já apresentaram excelentes projetos. Mesmo com a pandemia, todas as atividades foram executadas sem nenhum atraso”.

Rubia complementa salientando a importância de projetos integradores no meio acadêmico. “O trabalho com as empresas parceiras tem o foco de colocar os alunos em contato com demandas reais, proporcionando o crescimento de todos os envolvidos”.

Galeria

Posts Relacionados
image
Envie-nos uma mensagem
Faça Parte ou entre em contato