Produtores regionais organizam associação para fabricação de queijos finos

Produtores de gado leiteiro estiveram reunidos na sexta-feira (05) para a primeira reunião de planejamento de criação da Associação de Produtores de Queijos Finos e assim formar um grupo representativo da Região Oeste do Paraná. O encontro foi realizado em Toledo e contou com participantes de vários municípios com o objetivo de desenvolver um modelo segmentado na produção e comercialização de queijos finos.

A reunião foi dirigida pelo idealizador do projeto e presidente do Biopark, Luiz Donaduzzi. Conforme ele explica, o Biopark já possui um Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento de Queijos Finos, bem como está preparando a equipe para assistência técnica especializada. “Precisamos diversificar para tornar a pequena propriedade viável, agregando valor ao produto”.

“A associação é de vocês [produtores], se faz sentido para vocês e se for bom, a gente avança”, complementa Donaduzzi ao apontar a importância da troca de experiência do grupo a ser formado e do papel do Biopark, como um ambiente de pesquisa, desenvolvimento técnico e científico de apoio aos produtores e à Associação.

Os produtores Vilson e Beatriz Derlam já trabalham com vacas leiteiras em sua propriedade, onde o leite orgânico é certificado e o trabalho com queijos iniciou recentemente. “Foi uma reunião muito esclarecedora. Achamos muito interessante a proposta de fazer o projeto piloto no Biopark e depois aplicar na nossa propriedade”, comentam ao descrever o modelo de pesquisa e protótipos de produção que serão desenvolvidos no laboratório já instalado no Biopark.

“Um dos principais objetivos é a capacitação profissional em diversos níveis”, afirma a Gerente de pesquisa e responsável pelo projeto, Maike Montanhini. Segundo ela, existem centenas de tipos de queijos diferentes no mundo e a proposta é desenvolver ações junto ao produtor local, oferecendo desde cursos básicos, como implantação de boas práticas de fabricação, até formações avançadas, como fabricação de queijos europeus. “Podemos ter queijos diferentes, mas todos de alto padrão e com a característica regional, com a própria identidade”, confirma.

Ainda serão realizadas outras reuniões organizacionais com produtores, bem como representantes de indústrias e fornecedores do segmento serão chamados para integrar o projeto. Mais informações sobre a associação por meio do e-mail maike.montanhini@biopark.com.br.

Galeria

image
Envie-nos uma mensagem
Faça Parte ou entre em contato