Mídia / Notícias / Biopark / Nova sede da UFPR câmpus Toledo é inaugurada no Biopark

Nova sede da UFPR câmpus Toledo é inaugurada no Biopark

Data:21/03/2018

Uma solenidade oficial marcou a inauguração da nova sede da Universidade Federal do Paraná (UFPR) - Câmpus Toledo no Biopark - Parque Científico e Tecnológico de Biociências. O evento aconteceu na quarta-feira (21) e contou com a presença do Reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, do casal Carmen e Luiz Donaduzzi, autoridades estaduais e locais, professores, servidores, acadêmicos, empresários e parceiros do Biopark.

O prédio, que é a primeira edificação no Biopark, foi construído com recursos doados pelo casal Donaduzzi. As novas instalações têm capacidade de receber um número maior de estudantes, além de oferecer tecnologia e as condições laboratoriais necessárias.

Durante o evento o Presidente do Biopark, Luiz Donaduzzi falou sobre a satisfação de inaugurar a primeira instituição de ensino do local e homenageou a equipe de trabalhadores da obra. “Eu espero que um dia seus filhos estudem nessa universidade, assim como outras pessoas que estão na base da pirâmide. A única maneira que vejo para avançarmos é com o trabalho e o ensino”.

O ex-reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho, lembrou das tratativas para a implantação do curso na época de sua gestão. “Iniciamos em uma estrutura cedida pelo município, mas jamais sonhei que o dia de hoje aconteceria de forma tão bonita. Um estrutura desenvolvida e projetada para ter tudo o que os alunos precisam”. Zaki também comemorou a participação da UFPR no projeto do Biopark. “Um parque tecnológico que inicia suas atividades com a presença de uma das dez melhores universidades do Brasil mostra sua busca pela excelência”, diz.

Sobre a doação do prédio pelo casal Donaduzzi, a diretora do câmpus Toledo, Cristina de Oliveira Rodrigues, definiu como um feito inédito no Brasil. “Esse ato de generosidade é um feito inédito e precisa ser divulgado. O sonho deles passou a ser o nosso sonho e hoje é a nossa realidade. Inauguramos oficialmente um prédio com uma qualidade invejável para nossos acadêmicos”, ressalta.

A instituição, que iniciou suas atividades em 2016, foi acolhida pela cidade. “Toledo foi escolhida por critérios técnicos, porque tinha os equipamentos de saúde necessários para oferta do curso. Aos poucos, a comunidade sentiu efeitos positivos de ter o curso na cidade. Em dois anos os acadêmicos já desenvolveram mais de 30 projetos, cursos e eventos de extensão demonstrando total engajamento com a sociedade”, enfatiza a diretora.

Para o prefeito Lúcio de Marchi é motivo de satisfação administrar uma cidade que é considerada um polo estudantil. “Somos uma das poucas cidades que tem duas universidades federais, isso demonstra como nosso município é próspero. Sem contar que percebemos de forma clara a diferença que os acadêmicos de medicina têm feito em nossas unidades de saúde, a forma como cuidam da nossa gente”, relata.

Para o reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, a instituição recebeu os apoios necessários para instalação em Toledo. “Tivemos o apoio da comunidade, que acolheu a universidade de braços abertos. Também o apoio o grupo político, que não mediu esforços para implantação do câmpus e da iniciativa privada, que no ato do casal Donaduzzi, quebrou o distanciamento do público-privado”, acrescenta.

Fonseca reforçou o agradecimento e a alegria por fazer parte do Biopark. “Não vou falar sobre cifras, porque obras como essa não têm preço. Poucas pessoas conseguem sonhar, ousar e materializar o sonho como Carmen e Luiz Donaduzzi. A UFPR tem satisfação de fazer parte disso”, finaliza.